16 de junho blog

A diversidade de paisagem do Ceará é um forte atrativo para a atividade turística no Estado. Seu vasto litoral, com 573 km de amplas praias, a garantia de muitos dias ensolarados com temperaturas agradáveis, serras e vales verdes e a beleza rústica das paisagens do sertão fazem do Ceará um estado de forte atração turística. A cultura, a religiosidade, o artesanato, a cozinha e a música, enfim, um rico e diversificado patrimônio cultural, exercem destacado papel na demanda turística. Além disso, um calendário variado de festas e eventos garante atrativo ao turista.

Nos últimos anos, o Estado tem desenvolvido uma agressiva política de turismo na tentativa de se firmar nos roteiros nacionais e se inserir nas rotas internacionais. Fortaleza, além de ser o grande portão de entrada para o turismo no Estado, é sua principal atração. A cidade firmou-se como metrópole regional pelo seu porte, além de funcionar como receptora eFortaleza-GB-19 distribuidora de turistas que procuram os atrativos naturais e culturais do Estado. A implantação do novo Aeroporto Internacional Pinto Martins em Fortaleza e de outras infraestruturas necessárias ao turismo, como estradas, saneamento básico, segurança, conforto e disponibilidade de leitos em hotéis, pousadas e flats têm garantido o aumento acentuado do número de turistas e ampliado a rentabilidade do setor. A ação do turismo ultrapassa os limites da capital e alcança diversas áreas do Estado, principalmente ao longo do litoral.

A diversidade de paisagens, a profusão de manifestações culturais e uma variada pauta de eventos de festas, folguedos, esportes e a própria sazonalidade da paisagem com maior ou menor presença do “inverno”, o período chuvoso do Nordeste, fazem com que cada uma destas regiões turísticas tenham e ofereçam seus atrativos.P.-Iracema-GB-8.1-0646

É incontestável o peso do litoral liderado por Fortaleza e seu espaço metropolitano, reforçado pelas macrorregiões do Litoral Leste/Apodi e Litoral Oeste/Ibiapaba, com possibilidades de deslocamentos para praias internacionalmente conhecidas como Jericoacoara no litoral oeste, ou Canoa Quebrada e Morro Branco, no litoral leste.

Na macrorregião do Sertão Central, a beleza rústica e grandiosa da natureza possibilita panoramas raros, com os campos de monólitos (inselbergues) quebrando a monotonia da paisagem sertaneja. O açude do Cedro, construído no período imperial, a pedra da Galinha Choca, os prédios centenários da cidade de Quixeramobim, a atração religiosa de Canindé através da devoção a São Francisco e, mais recentemente, o culto a Nossa Senhora do Sertão em Quixadá, fazem do Sertão Central um importante polo de atração turística.

As potencialidades turísticas da macrorregião das Serras Úmidas/Baturité são marcadas pelo clima ameno, a paisagem serrana e as trilhas ecológicas que vocacionam esta região para o ecoturismo. Mas, além de atrativos naturais, deve-se considerar como potencialidade turística o patrimônio histórico e cultural da região do tempo do café, da ferrovia e dos conventos aos eventos que hoje acontecem ligados a festivais de teatro e música na cidade de Guaramiranga e a instalação de atraente polo gastronômico.

A macrorregião do Araripe/Cariri dispõe de um rico patrimônio natural e cultural. É reconhecidamente voltada para o turismo cultural. Nela se localiza a Floresta Nacional do Araripe (Flona), com suas fontes e cavernas, as cidades de Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha, Nova Olinda e Santana do Cariri. Juazeiro do Subida-Horto-Juazeiro-Gentil-BarreiraNorte conta com um calendário especial de eventos ligados a manifestações culturais, devoção, romarias, além de outros atos de peregrinação devotados ao Padre Cícero. No Crato, os principais atrativos são a Exposição Agropecuária, os clubes e hotéis de campo, as atividades culturais, festas populares e folguedos e os museus, inclusive de paleontologia. Barbalha dispõe de rico patrimônio histórico-arquitetônico e atraente balneário e parque aquático, graças às fontes que brotam da chapada do Araripe. Em Nova Olinda, os principais atrativos turísticos são o Museu do Homem do Cariri e o trabalho desenvolvido por crianças e jovens ligado à valorização da cultura regional. Em Santana do Cariri, encontra-se uma das maiores reservas de fósseis do planeta do período Cretáceo, verdadeiro tesouro para o estudo da história da natureza. Além dos sítios fossilíferos, destaca-se nesse município o rico Museu de Paleontologia e o Parque temático Petrolândia, com réplicas de répteis voadores e dinossauros que povoaram o céu e a terra da região.

 

SILVA, José Bonzacchiello da., Cavalcante, Tércia Correia. Altas Escolar, Ceará: espaço geo-histórico e cultural. João Pessoa: Grafset, 2004.

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *